Oferta e procura de emprego

Fórum de partilha de informação acerca das áreas de Saúde, Educação e Ciências Sociais


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Procedimento Concursal comum - 2 (dois) postos de trabalho

Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Liaa


Convidado
Procedimento Concursal comum com vista à ocupação de 6 (seis)
Postos de Trabalho da carreira técnica superior previstos e não
ocupados no Mapa de Pessoal do Instituto da Habitação e Reabilitação
Urbana, I. P., I.H.R.U., I. P, aprovado para o ano de 2009.


Ref. A4) — 2 (dois) postos de trabalho previstos e não ocupados na
carreira/categoria de técnico superior.
Actividade a cumprir — assessoria técnica em estudos e projectos
de intervenção sócio -territorial com as valências próprias da área da
Sociologia, designadamente:
1 — Elaborar, coordenar, executar e analisar projectos de investigação
e de intervenção em diversos contextos sociais, implementados por
entidades públicas e privadas;
2 — Criar e consolidar parcerias locais na sua área de intervenção,
promovendo a interacção das entidades públicas presentes numa comunidade,
com vista à criação de equipas multidisciplinares;
3 — Participar na elaboração de estudos de caracterização social de
áreas de intervenção determinadas, de diagnóstico de necessidades e
de recursos, estudos de impacto territorial, social e económico, nomeadamentenomeadamente
ao nível de populações residentes em bairros do IHRU, e que
poderão constituir o suporte à decisão política e adopção de determinadas
medidas e políticas;
4 — Apresentar propostas de investigação e de intervenção para a
resolução de problemas de âmbito social e para elaboração de Planos
de Acção que definam eixos de intervenção ao nível dos contextos em
análise;
5 — Colaborar na implementação de acções que visem a cidadania
activa, uma intervenção territorializada e proximidade com os cidadãos
bem como a discussão e a reflexão teórica sobre as práticas locais,
promovendo estratégias de inclusão de grupos sociais desfavorecidos
e de reinserção social, ao nível da implementação de projectos e programas
sociais;
6 — Participar no desenvolvimento de acções no terreno, num espírito
de colaboração e articulação com os agentes locais, representantes do
poder local e de entidades públicas ou privadas com intervenção no
património habitacional;
7 — Construir e aplicar instrumentos para recolha, tratamento e análise
de dados, produção estatística e elaboração de sondagens;
8 — Contribuir para a apresentação de propostas de medidas legislativas
e regulamentares adequadas à prossecução da política de habitação
e reabilitação urbana;
9 — Constituir e ou consolidar estruturas de parcerias integradas, para
que estas se constituam como plataformas de planeamento estratégico
e de coordenação da intervenção social, a nível local;
10 — Contribuir para a elaboração, acompanhamento e divulgação
de estudos técnicos e de investigação destinados a manter actualizado
o conhecimento e a propor medidas nos sectores da reabilitação urbana,
arrendamento e gestão do património habitacional;
11 — Promover e apoiar acções de formação para diagnóstico social
e habitacional;
12 — Colaborar na implementação e desenvolvimento de medidas
de gestão e alienação do parque habitacional, e equipamentos que
constituem o seu património, em concretização da política social de
habitação.

7 — Requisitos de Admissão:
7.1 — São requisitos de admissão, sob pena de exclusão do procedimento:
a) Os previstos no artigo 8.º da Lei n.º 12 -A/2008, de 27 de Fevereiro,
com as alterações introduzidas pela Lei n.º 64 -A/2008, de 31 de
Dezembro, a saber:
i) Ter nacionalidade portuguesa, quando não dispensada pela Constituição,
convenção internacional ou lei especial;
ii) Ter 18 anos de idade completos;
iii) Não estar inibido do exercício de funções públicas ou não estar
interdito do exercício daquelas que se propõe desempenhar;
iv) Ter robustez física e perfil psíquico indispensáveis ao exercício
das funções;
v) Ter cumprido as leis de vacinação obrigatória.
b) Um dos requisitos previstos nas alíneas a) a d) do no n.º 1 do
artigo 52.º da Lei n.º 12 -A/2008, de 27 de Fevereiro, com as alterações
introduzidas pela Lei n.º 64 -A/2008, de 31 de Dezembro;
c) Estar habilitado com o grau de licenciatura, mestrado ou doutoramento;
d) Os documentos comprovativos da situação referida na alínea a)
deste n.º 7.1, apenas serão exigidos ao candidato na data da assinatura
do contrato de trabalho em funções públicas.

Ref. A4) — Licenciatura em Sociologia, complementada com diploma
de estudos pós -graduados ou frequência de curso pós -graduado nas área
da economia e políticas publicas ou da economia social e solidária;
Formação comprovada em software de Estatística/Análise de Dados
em Ciências Sociais (SPSS ou PASW);
Experiência de participação/acompanhamento da actividade inerente
à política de recursos humanos no contexto empresarial;
Sólidos Conhecimentos de informática na óptica do utilizador, em
ferramentas/software em ambiente Microsoft Office (Powerpoint, Excell,
Word);
Domínio de Métodos e Técnicas de Intervenção e Investigação em
Ciências Sociais com experiência comprovada de criação e desenvolvimento
de instrumentos para recolha de informação, tais como,
questionários, inquéritos e guiões de entrevista, bem como de análise
estatística de dados com recurso a software estatítico, e produção de
relatórios afins;
Conhecimentos aprofundados sobre as políticas de habitação e de
reabilitação urbana; domínio técnico do regime jurídico do arrendamento
urbano, em especial nas áreas do regime de renda livre, renda
condicionada, renda social e renda apoiada; domínio de instrumentos
de gestão habitacional;
Competências linguísticas, a nível falado e escrito, e no domínio
técnico da sua área profissional de intervenção, ao nível do Inglês e
do Castelhano;
Domínio de competências comunicacionais e relacionais adequadas à
gestão e mediação eficaz de conflitos, a nível grupal e ou institucional,
em contextos físicos e sociais adversos;
Experiência profissional comprovada, de trabalho:
a) em equipa multidisciplinar e interinstitucional, no domínio da
gestão e da reabilitação urbana, através do desenvolvimento de projectos
de intervenção socioterritorial integrada, com elaboração de projectos,
relatórios, pareceres, e outros instrumentos de trabalho inerentes à actividade
de gestão habitacional;
b) colaborativo, em ambientes virtuais de aprendizagem, nomeadamente
na plataforma de e -learning Moodle, com utilização de ferramentas
de trabalho colaborativo (Wiki, Glossários, entre outras), para produção
de recursos, tais como relatórios, projectos, e outros documentos, que
resultem de, ou sirvam de suporte, à actividade profissional;
c) no estabelecimento de parcerias interinstitucionais, a nível local,
com mobilização de recursos facilitadores da comunicação com populações
residentes em bairros sociais, e contacto directo com as populações
através da dinamização de acções colectivas junto de grupos, social e
culturalmente diversificados;
d) no desenvolvimento de instrumentos para recolha de informação
junto das populações, de aplicação deste tipo de instrumentos em contextos
social e culturalmente desfavorecidos, através de entrevista e
inquérito, bem como de tratamento e análise de dados para caracterização
e diagnóstico, social e habitacional, dos contextos em análise;
Disponibilidade para integrar com frequência missões de trabalho em
qualquer parte do território português e, pontualmente, no estrangeiro;
Carta de condução de ligeiros.

Mais informação AQUI

Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum